Follow by Email

sábado, 10 de novembro de 2012

É tão bom ver mais uma pessoa feliz com o contributo do meu trabalho

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

O xaile

"O uso do Xaile é já muito antigo, pelo menos no Oriente, as mulheres ocidentais esqueceram o seu uso, pois a palavra xale ou xaile não aparece na nossa língua, se não em princípios do século XIX, é na 2 edição de António Morais da Silva de 1813 que tal se observa, quem tem uma origem oriental é opinião controversa, parece ter sido a Caxemira o seu principal centro produtor, disso há numerosos testemunhos .

O uso do Xaile parece ter sido introduzido na Europa por volta de 1798 por soldados Franceses que fizeram a campanha no Egipto, eram Xailes caríssimos, parece que os mais finos se faziam de pelo de Cabra que existia no norte da Índia, este tipo de xaile ocupava, por vezes um tear durante perto de um ano.
Em 1818, os Franceses, no tear Jacquard começaram a imitar o Xaile de Caxemira, a urdidura era de seda, e a trama em pelo de Cabra do Tibete e lã merina ou Australiana.

Começaram a ser moda em França e Inglaterra ; em Portugal parece terem entrado lentamente ; os primeiros xailes teriam sido trazidos pelos capitães de navios que os ofereciam a suas esposas ; primeiramente serviram para ornamentação da sua sala de visitas, em seguida as senhoras começaram a aparecer em bailes envoltas nesses belíssimos Xailes.
As imitações começaram a fazer-se em França e Portugal, primeiramente ainda se mantinham a riqueza das cores e a beleza dos desenhos tipicamente orientais, em seguida o seu uso foi-se divulgando, e qual quer matéria ou desenho servia para a sua confecção.

Portugal foi o pais da Europa que mais tempo conservou o Xaile em moda, na classe popular podemos dizer, o Xaile não é inteiramente novidade, sempre a mulher camponesa usou pelas costas uma espécie de agasalho, primeiramente, usava uma saia dobrada, em seguida capa ou mantém mais artístico e finalmente apareceu o Xaile de vários tipos e qualidade.
Uma das causas que mais contribuiu para a difusão do Xaile foi a sua entrada ser feita numa época em que a industria de tecelagem se estava a desenvolver, o Xaile aparece assim acessível às bolsas populares e contribui também imenso para o desenvolvimento da nossa industria."